Metodologia
Pesquisa
    No meu processo de design a pesquisa é a parte que dou uma atenção especial. Nessa fase eu aprendo tudo o que posso sobre o produto, sobre o negócio e sobre os clientes.
    Eu tento me colocar no papel de usuário, de cliente e de todos aqueles pra quem o produto será criado (sentindo na pele pra entender, tipo a Natalie Portman em Cisne Negro).
    Visito os ambientes em que usam o produto, nas condições que usam o produto diariamente, experimento bastante, pra calçar mesmo os sapatos do usuário, pois meu foco é empatia. Coleto todos os dados pré-existentes que posso, como analytics, tickets de bugs, helpdesk, feedback nas redes sociais; eles que darão base para minhas hipóteses.
Criação
    Depois inicio a criação. Ela é sempre feita colaborativamente com pessoas de cargos, conhecimentos e opiniões diferentes, porque é um fato que diversidade gera melhores ideias. Atuo como mediador de conversas, ouvindo diferentes pontos de vista, documentando e inventando, juntamente a gerentes de produto, desenvolvedores, designers e redatores.
Testes
    Conduzia entrevistas com as partes do cliente interessadas no produto e com usuários. Com base em dados prévios de problemas no sistema eu levantava hipóteses que podiam se mostrar verdadeiras ou não, e a observação dos usuários navegando no sistema junto ou tentando usar alguma função específica.
Rebobinar
    Termo antigo, quer mais ou menos dizer "voltar pro começo pra rever". Quando faço isso é que sento com a equipe, reconhecemos erros e acertos, aprendemos com eles e tomamos nota pra seguir, um pouco mais espertos, pro próximo trabalho.
Back to Top